Pensando em você e no seu estabelecimento, montamos um guia completo para facilitar todo o processo de implementação SAT. O manual conta com passos a passos detalhados para começar a vinculação do aparelho ao seu CNPJ, além de fornecer dicas de instalação e tutoriais de credenciamento da NFC-e.

Mas primeiro, o que é o SAT

O SAT (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) é um equipamento fiscal eletrônico desenvolvido pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo para tornar o controle tributário mais prático e seguro, substituindo o uso dos antigos equipamentos ECF (Emissor de Cupom Fiscal). 

O que ele faz

O aparelho autentica e transmite todas as informações de operações comerciais do CF-e (Cupom Fiscal Eletrônico) à SEFAZ de forma automática, utilizando sua rede de internet. No entanto, não é preciso que ele esteja conectado o tempo todo. 

Enquanto o equipamento estiver sem internet, ele armazenará todos os dados do CF-e em seu sistema e quando for reconectado, transmitirá essas informações periodicamente.

Quais são os prazos

A implementação do SAT está ocorrendo em fases, e diversos negócios já aderiram seu uso conforme calendário previsto por lei. O projeto saiu do papel em julho de 2015 e tornou-se um equipamento fiscal eletrônico de uso obrigatório para o varejo. 

Fique ligado às normas para o seu estabelecimento, 2018 será o prazo final para adquirir o aparelho.

Benefícios para varejistas e consumidores

Para estabelecimentos, cumprir as obrigações acessórias ficou ainda mais fácil. Com o envio automático das informações do CF-e para o Estado, o SAT retira dos estabelecimentos varejistas a obrigatoriedade de enviar o REDEF, tornando o processo mais seguro e assim diminuindo a possibilidade de erros de envio. 

Para consumidores, a novidade é a agilidade no processo de consulta do documento fiscal no programa Nota Fiscal Paulista. Quando o cliente adquirir algum produto em seu estabelecimento, ele poderá buscar pelo Cupom Fiscal Eletrônico no site da SEFAZ utilizando o CPF informado no ato da compra e também acessar outras informações fiscais escaneando o QR Code impresso na nota.  Legal, né?! 

Agora que você é um expert em SAT fiscal, que tal ativar o aparelho no seu PDV? Confira o primeiro passo.😉


Encontrou sua resposta?